Quinta, 24 de setembro de 2020 hh:mm:ss

A força da área rural no Agreste de Pernambuco

Mesmo distantes dos centros urbanos, cada distrito ou localidade possui sua potencialidade. Em Venturosa, as estradas vicinais estão sendo recuperadas, encurtando distâncias e melhorando o escoamento da produção

Publicado em 7 de setembro de 2020 às 17:04
Atualizado há 2 semanas

        Pacatos, de belezas infindáveis, ricos em cultura e únicos nas diferentes vertentes da cadeia produtiva. Assim são os Distritos e Povoados das cidades do interior de Pernambuco. Cada um tem, por essência, sua particularidade e potencialidade.

        Uns produzem mandioca para a farinha, outros são líderes no cultivo de hortaliças ou berço de alguma atração turística ou religiosa, mas todos tem seu jeito genuíno.

        Problemas? Cada pedaço de chão do país tem. Mas, nos últimos anos, segundo dados das próprias prefeituras, as localidades situadas nas áreas rurais estão a cada dia mais modernas, com antenas de TV paga, internet Banda Larga e sistema de telefonia móvel de várias operadoras.

       A única dificuldade dos distritos, sítios e povoados ainda não vencida com a tecnologia é a distância geográfica. Salobro, por exemplo, fica a 42 quilômetros da sede de Pesqueira. Perpétuo Socorro, em Alagoinha, está localizado a 12 quilômetros da sede do município.

        O distrito de Catimbau, detentor do Vale do Catimbau, está a 11,7 quilômetros de Buíque. Ou seja, o grande desafio das prefeituras é encurtar distâncias.

ESCOAMENTO

       O município de Venturosa conta com o distrito de Grotão e com os povoados de Ingazeira e Tará Velho, além de sítios e localidades. Para melhorar o acesso da zona urbana até as áreas rurais, a prefeitura vem fazendo um amplo programa de melhoria das estradas vicinais. A intenção é encurtar distâncias e facilitar o escoamento da produção do campo até os centros urbanos.

        As estradas de Venturosa passam por revitalização e segundo dados da cidade, a patrulha mecanizada deve chegar em todo o município. Só para se ter uma ideia do trabalho, entre os dias 17 e 31 de agosto, foi feita a manutenção de estradas nos sítios Corredor, Amarelo, Ingazeira, Riacho da Luíza, Canela de Ema, parte do Sítio Carrapateira e Matinha, além do sítio Sete Quadros.

       Segundo o secretário de Obras, Wellington Galindo, que é responsável pela manutenção das estradas da zona rural, após as chuvas os serviços foram intensificados “justamente para encurtar distâncias, melhor o acesso entre a zona rural e o centro e facilitar o escoamento da produção com mais segurança”.

BRASIL     

   

O agronegócio brasileiro caminha para um novo recorde histórico de produção. Segundo o IBGE, a força do campo é que dá um incremento significativo na economia nacional. Mas, o agronegócio também não é a única fonte de emprego e renda das áreas rurais. As administrações públicas municipais também movimentam a economia de pequenos municípios rurais espalhados pelo país.

Voltar ao topo