Domingo, 21 de abril de 2024 hh:mm:ss

AMEAÇA | Consumo Moderado de Álcool e o Risco Crescente de Câncer de Fígado

Estudo Revela Associação Alarmante entre Bebidas Alcoólicas e Diversos Tipos de Câncer

Publicado em 5 de dezembro de 2023 às 12:50
Atualizado há 5 meses

ESPECIAL – Dados recentes indicam uma ligação preocupante entre o câncer de fígado e o consumo de bebidas alcoólicas, alerta a oncologista Débora Porto, do Núcleo de Oncologia do Agreste (NOA) em Caruaru, Pernambuco. Publicado na revista científica The Lancet Oncology, o estudo, acompanhado por cientistas do Canadá, Estados Unidos, França, Nigéria e Holanda, revela que mais de 4% dos casos anuais de câncer no mundo, totalizando 741,3 mil diagnósticos em 2020, estão relacionado ao consumo de álcool.

A pesquisa destaca que, além do câncer de fígado, outros tipos, como mama, boca, garganta, laringe, esôfago, cólon e reto, também podem estar diretamente ligados ao hábito prejudicial. Mesmo o consumo moderado de álcool é apontado como um fator que aumenta o risco de desenvolvimento da doença, segundo o oncologista.

O estudo estima que o consumo diário de um pequeno copo de cerveja ou vinho (equivalente a até 10 gramas de álcool) contribuiu para 35,4 mil a 145,8 mil casos de câncer em 2020, com 77% ocorrendo em homens e 23% em mulheres. A Cancer Research UK, organização do Reino Unido, confirma o aumento do risco em sete tipos de cancro, sendo os de mama e colorretal os mais comuns.

Débora Porto destaca que o dano celular é apontado como o principal causado pelo álcool, transformando-o em acetaldeído, uma substância que prejudica os componentes celulares. Além disso, alterações hormonais também ocorrem, aumentando os níveis de hormônios como estrogênio e insulina, favorecendo o desenvolvimento de células cancerosas. O oncologista alerta ainda para a possível alteração nas células da boca e da garganta, tornando-as mais suscetíveis à absorção de produtos químicos perigosos, como os presentes na fumaça do cigarro.

Saiba Mais no Portal www.flaviojjardim.com.br (link nos stories).

Voltar ao topo