Quarta, 12 de agosto de 2020 hh:mm:ss

Área essencial em Venturosa, Assistência Social atende grupos vulneráveis

Secretária Andrea Matos diz que “estamos também na linha de frente como serviço essencial à população mais vulnerável”.

Publicado em 9 de julho de 2020 às 20:14
Atualizado há 1 mês

       Mesmo com a pandemia do novo coronavírus, a Assistência Social, uma área essencial, continua a exercer suas atividades. Segundo a secretária da pasta em Venturosa, Andrea Matos “Neste período de pandemia as denúncias contra abusos de crianças, adolescentes e idosos aumentaram. Os nossos equipamentos CRAS e CREAS deram suporte”, explica a secretária.

       Ela informou ao site que “A Assistência Social de Venturosa não parou porque entende seu dever de assistir a quem dela necessite”, destacou, acrescentando que “estamos também na linha de frente, como serviço essencial à população mais vulnerável”.

       Entre as ações realizadas em defesa das famílias, está a identificação e acolhimento das pessoas em situação de rua, ações do Bolsa Família, apoio aos frequentadores dos Centros de Referência de Assistência Social, além de outros grupos vulneráveis como idosos e gestantes.

       Nas ações da Assistência Social durante a pandemia, houve a entrega de 300 kits de limpeza aos usuários do SCFV (Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos), pessoas na faixa etária dos 60 anos (antigo CCI).

       Houve ainda o atendimento aos usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, na faixa etária entre 07 e 17 anos. Esse programa era chamado de PETI ou Pro-jovem.

       A ação social adquiriu ainda Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para os funcionários dos serviços, “garantindo assim a proteção dos funcionários”, diz Andrea Matos. Os kits foram compostos de macacões, máscaras, álcool a 70%, luvas e toucas.

       As famílias em situação de vulnerabilidade das localidades do Tará, Grotão e Pontais foram também atendidas, bem como de outras áreas sociais.

       A equipe da Ação Social de Venturosa também prestou orientações aos beneficiários do CadÚnico, do programa Bolsa Família e das pessoas contempladas com o Auxílio Emergencial do Governo Federal.

       “O principal objetivo é proteger e acolher a população em vulnerabilidade social, priorizando a vida. Seguimos todas as orientações no enfrentamento da Covid – 19 no Município e os nossos trabalhos não pararam”, lembrou a secretária, finalizando que “a pandemia traz efeitos sociais muito graves e profundos, por isso precisamos atender as famílias menos assistidas”.

Voltar ao topo