Sábado, 04 de dezembro de 2021 hh:mm:ss

ARNÓBIO MARQUES | MORRE O COLETIVO DA IMPRENSA DE PESQUEIRA

Arnóbio era como um verbo, que conjugava todos os tempos e modos da Imprensa de Pesqueira. Poderia ser nome de dicionário, o Arnóbius. E seu profissionalismo exprimia o coletivo da comunicação da região.

Publicado em 19 de julho de 2021 às 11:09
Atualizado há 5 meses

Pesqueira ainda se ressente com a perda de radialista e jornalista, que marcou história em Pernambuco. Radialistas e amigos (Evaldo Pajeú, Paulo Brito, Andréa Galvão e Paulo Muniz) descrevem a trajetória do ícone chamado de “Voz da BBC de Londres”.

FLÁVIO J JARDIM

PESQUEIRA (PE) – Num féretro rápido, em um domingo (18) triste, o corpo do radialista e jornalista Arnóbio Marques, seguiu para o sepultamento no cemitério da cidade.

      O falecimento de Arnóbio Marques praticamente fecha parte da era do ouro do rádio, formada por ícones com vozes e inteligências privilegiadas.

      Nos últimos anos, perdemos Marco Antônio, Paulo Júnior, Laurene Martins, Luiz Kubistchek e agora Arnóbio Marques. Integrantes do escrete supremo da radiofonia pesqueirense.

      A imprensa de Pesqueira deve reverências a essas figuras, que viram a ascensão e a queda da AM, se modernizaram com a FM e estavam se integrando às novas tecnologias e ao advento da internet.

      Arnóbio, por exemplo, foi o “Rei da Rádio Difusora”, com seus programas inesquecíveis. Mas, eclético, se adaptou a Frequência Modulada e até aos blogs e sites.

      Arnóbios, como Lídio Carmelo o chamava, escrevia para jornal, fazia assessoria de imprensa na Prefeitura de Pesqueira e ultimamente fazia um programa aos domingos na Rádio Urubá FM.

      Trabalhei com Arnóbio durante anos na Imprensa da prefeitura e éramos muito ligados. Brincávamos com a mesóclise ao conversar e usávamos de palavras consideradas difíceis ao modernismo. Arnóbio para mim é um ídolo.

      Arnóbio era como um verbo, que conjugava todos os tempos e modos da Imprensa de Pesqueira. Poderia ser nome de dicionário, o Arnóbius. E seu profissionalismo exprimia o coletivo da comunicação da região.

      Vejas depoimentos e amigos e colegas de profissão:

EVALDO PAJEÚ

      Amigo e companheiro de imprensa, o radialista e músico Evaldo Pajeú escreveu um texto emocionado que retrata a vida e trajetória de Arnóbio Marques.

      “Amigos!! Pesqueira e Pernambuco perderam uma das vozes mais marcantes e importantes na radiodifusão regional e estadual. Estou falando do meu grande amigo e colega Arnóbio Marques, onde tive o prazer de militarmos juntos na antiga Rádio Difusora de Pesqueira, hoje (Jornal do Comércio) na década de 90 onde eu estava debutando no Rádio.

      Arnóbio já era nome de “peso” com o programa: VOCÊ FAZ O PROGRAMA e as Crônicas do William Porto, ambos campeoníssimos de audiência.

      Aprendi muito com o Arnóbio, desde sua postura como profissional dentro da empresa, como a maneira de apresentar os Noticiários.

      Foi aí que me empenhei nesta área de notícias e terminei me especializando, tanto na Redação quanto na apresentação, graças ao meu Teacher, Arnóbio Marques, que tinha a alcunha carinhosa de: “O locutor da BBC de Londres”.

      Ele dava risadas… Um cara fino, educado, respeitador para conosco seus companheiros, pontual e acima de tudo HONESTO. Tive o privilégio de ter (e ainda tenho) uma vinheta que o mesmo gravou pra mim – Evaldo Pajeú o que faz a diferença – todas as manhãs na nossa Web Rádio Rota News, eu veiculo.

      Em 2019, ele vinha em minha residência todas as tardes para gravar os noticiários para o meu programa CONEXÃO ROTA NEWS que eu apresentava na nossa Rádio URUBA 104,9.

      Meu maior sonho (e ele sabia) era dividir com ele uma bancada Jornalística. Mas ele não se sentia mais empolgado.

      Criei o JORNAL DA CIDADE na Urubá, em 2010 com meu retorno da BAHIA e o convidei, na administração de Valdir de Carvalho, mas ele não se empolgou, eu segui apresentando sozinho.

      Este é o pouco que posso falar desse “ícone” da radiodifusão de Pesqueira e de Pernambuco. Voz potente, firme, forte decisiva e leitura perfeita.

      Quando teremos outro Arnóbio? Jamais!!. Nunca Pesqueira irá esquecer você meu amigo e professor.

      Descanse em Paz ao lado de outros brilhantes nomes do Rádio que por aqui também passaram. Um dia nos reencontraremos se este for os desígnios do nosso Salvador.

      Do seu amigo Evaldo Pajeú de Mello.        Pesqueira 19/07/2021.

PAULO BRITO

Arnóbio Marques!

      Meu amigo, meu colega nas rádios Difusora (hoje Jornal) de Pesqueira e Urubá FM.

Lembrar um pouco do Locutor Arnóbio. Começou na Rádio Difusora de Pesqueira no ano de 1957, a convite do também saudoso Nelson Valença (Gerente), começou como Discotecário/programador e logo, devido ao excelente timbre de voz e a perfeição no uso da língua portuguesa, passou a ser Locutor/Noticiarista.

Em pouco tempo de rádio apresentou “Você faz o Programa”, um musical que era ouvido por toda Pesqueira e até onde ia o alcance da Rádio Difusora.

Nos meados dos anos 60 deixou a Rádio Difusora e buscou outros caminhos em São Paulo.

Depois volta de vez pra Pesqueira e voltava aos microfones da rádio Difusora a convite do então Gerente Geraldo Umbelino.

Foi nesse período que também ingressei no rádio pesqueirense, convidado também por Geraldo Umbelino.

Já era amigo e fã de Arnóbio e passamos a ser colegas no mesmo prefixo.

Por problemas particulares (que não vem ao comentário), Arnóbio foi desligado e através de amizade na cidade de Paulo Afonso, ingressou na Rádio Cultura, cujo proprietário era um pesqueirense Diniz (falecido).

Volta a Pesqueira e depois é contratado por um pequeno período pela Rádio Meridional de Garanhuns que no início dos anos 80 dominava a audiência no agreste Meridional e Setentrional e até no sertão.

Arnóbio é dispensado e volta de vez pra Pesqueira e pra Rádio Difusora e que logo ia passar a ser Jornal, onde ficou de 1987 até o início dos anos 2000.

E apresentava novamente Você faz o programa aos domingos logo cedo.

Em seguida ingressou na Rádio Urubá a convite meu e do saudoso Valdy Carvalho ((Dida).

E para não cansar mais vocês desse relato sobre Arnóbio, quero me dirigir a maneira como Arnóbio lia as crônicas escritas por William Porto na Rádio Jornal e Urubá, e em seguida no seu programa Domingo de Saudade, cujo título sugestivo foi meu pra ele e era apresentado todos os domingos das 6 às 7:30, lia os comentários de Walter Jorge de Freitas.

      E o seu forte, a pronúncia perfeita do português, sem errar.

      No início dos anos 2018, Arnóbio deixa seu programa na Rádio Urubá e se afasta de vez dos microfones.

      Suas crônicas também eram apresentadas no SAP.

Mas, hoje Arnóbio Marques deixa de vez, além dos microfones, o convívio de grande número de ouvintes, fãs e amigos e vai para a Morada Eterna chamado pelo Nosso Criador.

Pesqueira e Pernambuco perdem uma das mais belas vozes do Rádio (um ícone).

Fomos grandes amigos e respeitáveis colegas na radiofonia pesqueirense.

Descansa em paz meu querido, e velho amigo!

CALOU-SE A BELA VOZ DO RÁDIO

Por Andréa Galvão

      Pesqueira tem um protagonismo inquestionável em Pernambuco, quando o assunto é radiodifusão. Em 1944 a PQ- Rádio começava os trabalhos apresentando muitos profissionais de qualidade, em 1946 Laurene Martins funda o SAP e uma gama de pessoas talentosas dão o ar da graça nos microfones no sistema de auto-falantes, produzindo nos pesqueirenses o mais absoluto encantamento.

      Em 1951 a Rádio Difusora de Pesqueira é inaugurada e tem à frente um elenco do mais alto nível, falando de Pesqueira para o mundo! Isto fez com que nossa cidade ficasse reconhecida como celeiro de bons comunicadores.

      Entre estes, estava Arnóbio Marques da Silva e seu timbre grave inconfundível, específico para o segmento jornalístico, sua dicção irretocável era um afago no léxico da Língua Portuguesa e um acalanto para os ouvidos.

      Começou a carreira na década de 50, passou por várias emissoras, inclusive no sudeste do Brasil, entretanto foi aqui na terrinha, a partir dos anos 80 que ele ganhou reconhecimento e destaque. Recordo agora como assídua ouvinte que fui da nossa Difusora de Pesqueira, a audiência gigantesca dos programas apresentados por este notável.

      Sempre que os ouvia, viajava ao pé do meu velho Rádio da marca Semp e toda vez que dava voz às crônicas de Willian Porto, pensava com os meus botões: Não sei o que é mais bonito, o texto bem costurado com essas críticas ferrenhas e embutidas ou a linda voz de Arnóbio que adoça a pronúncia do vocabulário contido nele.

      Conversava ainda intimamente com o meu Eu Criança: “Quando crescer, quero escrever como este homem!” O tempo passou, tornei-me adulta e continuei a prestigiá-lo na Rádio Urubá FM e nela esbanjou muita habilidade e carisma.

Ao passar pelas ruas fazia parada em cada canto para conversar com quem lhe tinha amizade ou apenas queria escutar o vozeirão marcante. Infelizmente hoje as ondas do rádio propagam apenas um lamento fúnebre, pois o simples locutor partiu para um outro plano. Que haja luz nele e muita festa na sua chegada. Vai na Paz, grande Arnóbio Marques!

PAULINHO MUNIZ

Pesqueira: Luto no Rádio / Faleceu o radialista Arnóbio Marques

      A cidade amanheceu sob a notícia da morte do radialista Arnóbio Marques. Um ícone, uma lenda ou uma sucessão de adjetivos para identificar um profissional na acepção da palavra que fez do seu trabalho no rádio, um sacerdócio, uma ode à ética e ao respeito.

Não fui seu amigo. Apenas o conhecia e, a meu modo, o admirava.

Seu último trabalho foi pelas ondas sonoras da Rádio Urubá FM. Aos domingos, logo cedinho, acordava a cidade com a sonoridade de belas e inesquecíveis serestas…

Lembro de uma bela crônica, escrita pela intelectual Zezé Freire nas páginas do Pesqueira Notícias. Arredio às frivolidades, Arnóbio optava sempre pela discrição. Dos seus diversos programas, fico com o Você faz o Programa, na então, Rádio Difusora, no consagrado horário das 11:00 às 12:00 horas.

Parte o homem e fica a história. Fica o exemplo do profissional que espelhou muitos seguidores e que em algum momento da vida precisou se superar para continuar sendo um bom exemplo.

O Blog Oabelhudo, através dos seus colaboradores e fiéis visitantes, se irmana à família pesqueirense que, ainda tristemente abalada, aplaude a arte e o artista – ARNÓBIO MARQUES – no seu último programa.

Rogo à Deus através de Nossa Senhora da Graça que do alto de sua gruta, proteja a todos nós.

Paulinho Muniz – Editor do Blog Oabelhudo.

Voltar ao topo