Voltar ao topo

FLÁVIO J JARDIM - NOTÍCIA VERDADE

Cachorro Quente de “Chico Boateiro” será vendido no Carnaval de Pesqueira em 2020

Cachorro Quente de “Chico Boateiro” será vendido no Carnaval de Pesqueira em 2020
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Cachorro Quente de “Chico Boateiro” será vendido no Carnaval de Pesqueira em 2020. A cidade conta com uma iguaria genuína e o sabor inigualável volta no carnaval deste ano.

  1. Cachorro Quente de “Chico Boateiro” será vendido no Carnaval de Pesqueira em 2020

       Município polo do Carnaval de Pernambuco, Pesqueira, a Terra dos Caiporas, localizada no agreste a 214 quilômetros do Recife, tem uma iguaria genuína: o tradicional Cachorro Quente de Chico Boateiro.

       O famoso cachorro quente de Chico Boateiro será vendido durante o Carnaval de Pesqueira, numa barraca especial, na Alameda Chico Boateiro, o beco de Marieta Pitta, rua que se transforma na comedoria da cidade, uma praça de alimentação, durante festas e eventos tradicionais.

       Segundo Carlão, Carlos Alberto Medeiros, filho mais velho de Chico Boateiro, o lanche, feito numa receita guardada a sete-chaves, é a base de carne de porco (parte do coxão com pouca gordura), cebola, tomate e pimentão, é muito saboroso e conquistou o paladar de gerações de Pesqueira.

       Tudo começou em 1959, após Chico Boateiro, Francisco Medeiros, se casar com Maria Isabel Medeiros, uma índia da Serra do Ororubá, e montar uma barraca de lanches nas imediações da Praça Dom José Lopes, próximo ao Club dos 50.

       Dona Maria Isabel tinha excelentes dotes culinários e criou a receita do recheio de um sanduíche que se tornou símbolo das festas e de fins de semana em Pesqueira. “Tanto é que chamo o cachorro quente de Chico Boateiro de patrimônio Imaterial de Pesqueira”, destaca Carlão.

       Chico Boateiro só vendia os lanches e bebidas durante as festas, mas o sucesso foi tão grande que ele decidiu abrir a barraca todos os dias.

 

FOLIÃO

 

       Francisco Medeiros, o Chico Boateiro faleceu em 1998, prestes a completar 73 anos. Era um grande folião, mas não se divertia no carnaval da cidade porque tinha que abrir a barraca.

       A ideia de se criar a Alameda Chico Boateiro, numa grande homenagem ao ilustre barraqueiro, foi da atual gestão município, no governo de Maria José. Desde o ano passado, houve a ideia de se voltar a comercializar o famoso lanche. “Fátima Genú ligou pra mim e disse que a prefeita Maria José gostaria de fazer uma homenagem ao meu pai”, revela Carlão.

       A barraca de Chico Boateiro deixou de ser da família em 2006. Em 2020, ressurge no Carnaval o tradicional e inesquecível cachorro quente de Chico Boateiro. A receita continua com o mesmo sabor e os foliões terão a chance de provar ou comer novamente o tradicional lanche.

 

BOATEIRO

 

       O nome Chico Boateiro se confunde com a história das noites de Pesqueira. Casais, amigos e turistas faziam da barraca o ponto de encontro no centro de Pesqueira. O apelido “Chico Boateiro” até hoje ninguém sabe ao certo de onde vem. “Alguns dizem que ele falava muito alto, outros que ele ‘falava demais’”, revela Carlão.

       O importante é que o Cachorro Quente de Chico Boateiro tornou-se uma das comidas mais conhecidas e apreciadas de Pesqueira e volta para ser mais um atrativo especial no Carnaval de Pesqueira desse ano.

Cachorro Quente de “Chico Boateiro” será vendido no Carnaval de Pesqueira em 2020

Cachorro Quente de “Chico Boateiro” será vendido no Carnaval de Pesqueira em 2020

 

Publicado por
em
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário Sua opinião é muito importante!