Voltar ao topo

FLÁVIO J JARDIM - NOTÍCIA VERDADE

Carnaval dos Caiporas, em Pesqueira, homenageia Lourdinha Aragão e Cambinda Velha

Carnaval dos Caiporas, em Pesqueira, homenageia Lourdinha Aragão e Cambinda Velha
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Carnaval dos Caiporas, em Pesqueira homenageia Lourdinha Aragão e Cambinda Velha. Carnaval de Pesqueira é considerado o melhor do interior de Pernambuco. Ouça a entrevista com a grande foliã Lourdinha Aragão.

LOURDINHA ARAGÃO

Carnaval dos Caiporas, em Pesqueira, homenageia Lourdinha Aragão e Cambinda Velha

Carnaval dos Caiporas, em Pesqueira, homenageia Lourdinha Aragão e Cambinda Velha

       O Carnaval dos Caiporas, em Pesqueira, é considerado um dos melhores e maiores do interior de Pernambuco. Conta com agremiações, troças, escolas de samba e blocos que desfilam na Praça Dom José Lopes e nas ruas do centro, atraindo milhares de foliões.

       Este ano, a prefeitura homenageia, com Justiça, a grande foliã Lourdinha Aragão, 78 anos, e Maracatu Cambinda Velha, que juntos com Os Caiporas e o Lira da Tarde são as maiores expressões culturais do Carnaval da Terra da Graça. “Homenagear Lourdinha Aragão e o Maracatu Cambinda Velha representa prestigiar nossa cultura”, destacou a prefeita Maria José.

 

LOURDINHA

 

       Uma das foliãs mais animadas é Maria de Lourdes Pereira Aragão, Lourdinha Aragão, que sempre foi uma entusiasta e participante ativa do Carnaval de Pesqueira. Em entrevista ao Site Flávio J Jardim -Notícia Verdade, Lourdinha conta com era o carnaval de sua infância e fala da emoção de ser uma das homenageadas no Carnaval dos Caiporas 2020.

 

PESQUEIRA, DE TODOS OS RITMOS

 

       O Carnaval de Pesqueira leva o nome da tradicional troça “Os Caiporas”, mas o Maracatu Cambinda Velha é um dos mais antigos. Fundado em 1909, leva a expressão da cultura pesqueirenses às ruas.

       O Cambinda Velha, bloco tradicional de Pesqueira, completa 111 anos de existência no Carnaval dos Caiporas 2020. A tradição do bloco carnavalesco vem sendo repassada de geração a geração desde 1909.

       Segundo Rosano Amaral, filho de Zé Amaral, a viagem era realizada de caminhão e durava em torno de dois dias. Em 1907, com a chegada da Rede Ferroviária em Pesqueira, o comerciante passou a se dirigir para o Recife no trem de carga e, numa dessas viagens Pedro Lopes, ao passar pelo cais, avistou homens de origem africana descarregando os grandes navios e após terminarem os mesmos comemoravam dançando e cantando.
       Pedro Lopes acompanhou todo o ritual que ia desde o Forte de Cinco Pontas até a Rua Imperial, todos enfeitados de fitas vermelhas, brancas e amarelas. Ao chegar a Pesqueira, Pedro Lopes, chamou um grupo de amigos para dançar o carnaval com a mesma característica dos africanos.

       Em 1909, foi fundado o bloco com vários componentes. Em uma das suas viagens, a busca de material para as vestimentas de seus componentes, o comerciante citou uma frase que até hoje se canta na apresentação do bloco Cambinda Velha: “bati o Recife todo atrás de fita amarela, fui achar em Cinco Pontas na casa de Dona Bela”.

Carnaval dos Caiporas, em Pesqueira, homenageia Lourdinha Aragão e Cambinda Velha  

MAIS DE 160 AGREMIAÇÕES

 

       Quando se fala em Carnaval de Pesqueira, se pensa logo nas famosas e intrigantes figuras dos Caiporas. Mas, existem outras expressões. Durante os quatro dias de Momo, saem os blocos, as troças, os cortejos e as escolas de samba que tomam as ruas da cidade. São mais de 160 blocos cadastrados pela prefeitura, dentre eles, destaca-se, por exemplo, a tradicional agremiação da Cambinda Velha e o Lira da Tarde, que arrasta mais de 30 mil foliões com orquestra de metais e muito frevo.

       E você, folião, turista ou visitante, não pode ficar de fora, afinal são cinco dias de muito frevo, shows e animação na cidade, cuja toda ornamentação já está em fase final.

Publicado por
em
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário Sua opinião é muito importante!