Voltar ao topo

FLÁVIO J JARDIM - NOTÍCIA VERDADE

NO DIA DA MULHER: Corpo foi encontrado enterrado no quintal da casa do ex

NO DIA DA MULHER: Corpo foi encontrado enterrado no quintal da casa do ex
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter

NO DIA DA MULHER: Corpo foi encontrado enterrado no quintal da casa do ex. Fiscal de ônibus, de 33 anos, estava desaparecida desde a última terça-feira e havia separado de Jacir de Souza, de 37,após sofrer agressões; ele é o principal suspeito do crime

NO DIA DA MULHER: Corpo foi encontrado enterrado no quintal da casa do ex

       No Dia Internacional da Mulher, a fiscal de ônibus Simone Aparecida Araújo Costa, de 33 anos, foi encontrada morta na casa do ex-marido na rua Caratinga, no bairro Capelinha, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.

       Simone, que foi assassinada com várias perfurações na cabeça e foi encontrada pelas irmãs enterrada no quintal da residência, estava desaparecida desde a última terça-feira (5), quando, segundo familiares, teria ido conversar com o ex-marido, o pedreiro Jacir de Souza, de 37 anos. Ele, até o momento, é o principal suspeito do crime.

       De acordo com a irmã da vítima, Silvana Costa, 35, a fiscal de ônibus havia se separado há cerca de dois meses depois de ter sofrido agressões do então companheiro, que até o momento não foi encontrado pela polícia. Silvana contou que a irmã foi se encontrar com o ex porque ele disse que estaria com os sobrinhos dela.

 

       “Os dois foram casados por 16 anos e haviam se separado há dois meses, depois que ele começou a bater nela. Simone, então, saiu de casa e estava morando com a minha mãe. Ele era muito possessivo, chegou a ameaçá-la de morte e disse que se ela não fosse dele não seria de mais ninguém. Na última terça-feira, ele ligou para minha irmã e disse que estava com os dois sobrinhos. Como ela gostava muito deles, decidiu encontrá-lo para ver as crianças. Desde então, não tivemos mais notícias dela. Chegamos a procurá-la, a vir aqui na casa dele na quarta-feira à noite, mas não a encontramos. Ele nos recebeu nesse dia, foi muito frio, e disse que não sabia dela. A nossa suspeita é que ele a levou para algum local, a assassinou, e só depois trouxe o corpo para a casa dele. Na quinta à noite havia areia na frente da casa dele. Hoje (sexta-feira), já não havia mais”, disse Silvana.

 

       Conforme Silvana, depois que soube do desaparecimento da irmã, a família divulgou o caso nas redes sociais e prestou queixa à polícia. “Colamos cartazes pelo bairro, e foi quando viemos aqui perto da residência dele, para divulgarmos o desaparecimento. O portão estava aberto. Minha irmã entrou na casa e, quando foi no quintal, viu o corpo enterrado. Na hora que eu fui lá e vi a blusa branca, não tive dúvidas. Aí chamamos a polícia”, acrescentou a irmã.

       O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Betim. Simone Aparecida Araújo deixa dois filhos, um de 14 anos e outro de seis. “Queremos que ele seja preso. Isso ele fez com a minha irmã. Quem sabe o que ele pode fazer com outras mais que ele pode se relacionar. São muitas mulheres correndo risco por aí com um monstro desse solto. Eu não desejo esse sofrimento para ninguém”, concluiu a irmã.

Publicado por
em

Deixe seu comentário Sua opinião é muito importante!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Artigos Relacionados