Voltar ao topo

FLÁVIO J JARDIM - NOTÍCIA VERDADE

Oposição de Poção racha em vários pedaços.

Oposição de Poção racha em vários pedaços.
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Oposição de Poção racha em vários pedaços. Grupos não se entendem. Oposição I (Leda, Ruth e Risoneth) se reúne e não chama aliados. Cícero de Adalgiza (Oposição II) ainda vai dar declaração e Junior de Batalha (Oposição III) se autoproclama “independente”. Ex-prefeito Cazuza não foi a encontros...

Oposição de Poção racha em vários pedaços.

       POÇÃO - A oposição de Poção literalmente rachou em vários pedaços. Muitos eleitores já estão denominando o grupo das oposições como I, II e III. A situação do atual prefeito Merson, que já estava confortável para a reeleição, agora, segundo um membro da própria oposição, se torna imbatível com o desmonte dos grupos contrários.

       Na última quinta-feira (26 de dezembro), segundo uma liderança que prefere não ser identificada, a “Oposição I”, formada por Nego Leda, Ruth, Risoneth, Roberivan, e o irmão do ex-prefeito Cazuza, teria mantido encontro na residência do ex-prefeito Roberivan onde a pauta seria “identificar os pré-candidatos para 2020 e avaliar as forças de cada um”.

       O pré-candidato Cícero de Adalgiza, que conta com o apoio do deputado estadual Diogo Moraes e da cúpula do PSB, não foi convidado. O vereador Junior de Batalha também não foi chamado e se autoproclamou “independente”. Já o ex-prefeito Cazuza não foi a reunião.

       Com o não convite de dois importantes nomes das oposições (Cícero de Adalgiza e Jr de Batalha), mais a falta de Cazuza, a oposição fica numa situação difícil, “esfacelada”, segundo disse esse membro do grupo.

       Cícero de Adalgiza está sendo esperado na cidade para uma declaração oficial sobre o caso e o vereador Junior de Batalha postou nas redes sociais uma frase que muitos estão atribuindo a um rompimento total com as oposições: “Nem situação, nem oposição. E sim Independente”.

Oposição de Poção racha em vários pedaços.

       Em novembro, o ex-prefeito Roberivan fez um comentário sobre a política de Poção e disse que “não participaria do processo de 2020”. Agora, com a reunião, aparece como “mediador” do grupo das oposições.

 

POLÍTICA FERVE

 

       O clima político em Poção, que já é quente, ferve e está acirrado entre as oposições. Ninguém se entende. Desde que o empresário Cícero de Adalgiza levou o deputado estadual Diogo Moraes para uma entrevista numa emissora de rádio, onde Diogo anunciou a pré-candidatura de Cícero pelo PSB, e após o deputado federal Silvinho Costa lançar Nego Leda pelo PRB, a oposição bate-cabeça e ninguém entra num acordo.

       Isso vem a facilitar a vida do prefeito Merson, que tem boa aceitação entre a população e corre solto fazendo obras e mostrando ações. Esse membro da própria oposição, que não quer se identificar, admite que a situação está “complicadíssima para os grupos de oposição”.

       Segundo a fonte, o grupo liderado por Ruth, Leda, Roberivan é Risoneth prega a união. Outros integrantes, no entanto, acham que na realidade o que acontece é uma “seleção” de nomes.

       Nesse encontro da Oposição I, numa informação não-confirmada, teria sido decidido que uma pesquisa iria ser realizada para definir nomes para concorrer contra Merson. Só que os insatisfeitos com a Oposição I alegam que entre os nomes que serão colocados na “pesquisa” não vão constar os integrantes da Oposição II e Oposição III.

       Antes do fechamento dessa reportagem, tentamos manter contatos com o ex-prefeito Cazuza, mas sem êxito. A reportagem vai procurar Ruth, Risoneth e Leda, além de Cícero de Adalgiza, para emitirem opinião sobre o caso.

 

Publicado por
em
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário Sua opinião é muito importante!