Voltar ao topo

FLÁVIO J JARDIM - NOTÍCIA VERDADE

Sobe para DEZ número de mortes na escola em Suzano.

Sobe para DEZ número de mortes na escola em Suzano.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Sobe para DEZ número de mortes na escola em Suzano. Os atiradores cometeram o suicídio.

Sobe para Nove número de mortes na escola em Suzano.

Sobe para Nove número de mortes na escola em Suzano.

       Dois adolescentes entraram em uma escola na manhã desta quarta-feira (13/2), na cidade de Suzano, 50 km de distância de São Paulo, e dispararam contra alunos e funcionários. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, foram atingidas várias pessoas.

       Morreram, vítimas do ataque, CINCO crianças, que eram alunos da escola, os dois atiradores e também duas funcionárias do colégio, além de um parente de um dos atiradores. 

       O ataque ocorreu na escola Raul Brasil, que abriga 1.051 alunos e 121 funcionários, aproximadamente mil alunos da rede pública de ensino. O colégio fica na região central da cidade.

       Fotos expostas em redes sociais mostram, ainda, que os dois atiradores tinham com eles artefatos que lembram bombas caseiras, que acabaram não sendo detonadas.

       Os dois atiradores usavam máscaras e toucas. Uma das balaclavas tinha os desenhos de uma caveira na região da face. Ambos também portavam relógios virados para baixo.

       Segundo a Polícia Militar, todo o efetivo da 1ª Companhia do 32º Batalhão de Suzano foi destacado para ir até o local. As equipes da Guarda Civil Metropolitana e do Samu foram enviadas para a escola.

       Muitas crianças, segundo a TV Record, não teriam resistido aos ferimentos. Os helicópteros Águia 15 e 17, do Grupamento Aéreo da Polícia Militar, também foram deslocados à ocorrência. 

       Uma estudante identificada como Raiane, que é aluna da escola há 4 anos, disse que reconheceu um dos atiradores como um estudante do terceiro ano do ensino médio. No entanto, ela disse que não sabe o nome dele. “Ele atirou primeiro em um menino, mas a ‘tia’ entrou na frente e foi atingida”, relatou em entrevista exibida na GloboNews.

       Uma outra aluna, que não foi identificada, disse que não conhecia os atiradores. O namorado dela foi levado ao hospital após ter levado um tiro de raspão. “Eles não falaram nada, entraram atirando. Eu corri e me escondi no banheiro”, disse.

 

Atualizado às 16h

Publicado por
em

Deixe seu comentário Sua opinião é muito importante!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Artigos Relacionados