Voltar ao topo

FLÁVIO J JARDIM - NOTÍCIA VERDADE

Vereador de Poção, Junior de Batalha, se diz perseguido

Vereador de Poção, Junior de Batalha, se diz perseguido
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Vereador de Poção, Junior de Batalha, se diz perseguido. Pediu um minuto a mais e foi suspenso da sessão...

Vereador de Poção, Junior de Batalha, se diz perseguido

       Os ânimos políticos estão acirrados em Poção. O vereador Napoleão Cordeiro Almeida (PSB), mais conhecido como Júnior de Batalha, disse que está sendo perseguido pela presidência da Casa Malaquias Vieira de Melo, a Câmara de Vereadores da cidade.

       Na última terça-feira (05 de novembro), ao pedir um minuto a mais no seu pronunciamento - uma vez que seu tempo havia se esgotado -, o vereador recebeu como resposta uma negativa. O presidente não deu, cortou o microfone e suspendeu o vereador do plenário. Houve um princípio de discussão e o vereador Jr de Batalha não aceitou a suspensão. “Foi abuso de poder”, critica Jr.

       Júnior de Batalha cobrava apenas que houvesse um ordenamento na realização das sessões da Câmara, como datas e horários. O vereador diz que a última sessão foi apenas no dia 17 de outubro e cobrava um agendamento correto na realização das sessões. O presidente foi irredutível e não deu o tempo a mais solicitado pelo vereador.

       O vereador acredita que fazer todas as reuniões em apenas uma quinzena, não deixa claro para a população e não é democrático. Por discordar, o vereador Júnior de Batalha “venho sofrendo perseguições e humilhações por parte de outros poderes e também de membros do poder legislativo”, denuncia.

       Outra polêmica envolvendo o vereador Junior de Batalha, que sempre busca a transparência, ocorreu dia 08 agosto deste ano. “Após eu gravar a sessão em meu face pessoal, alguns vereadores apresentaram um projeto de resolução alterando o artigo 37 do regimento interno da Casa, que tentava proibir que as sessões fossem filmadas ou gravadas sem prévio consentimento dos parlamentares”.

       Segundo Junior, o projeto chegou a ser aprovado, mas não foi promulgado. Após isso, foi criada uma página no Facebook da Câmara de Vereadores para transmitir as sessões. O vereador venceu e as sessões passaram a ser gravadas e veiculadas no face da Câmara. O caso foi parar em matérias de emissoras de televisão.

       Na última sessão, dia 05, houve mais uma tentativa de calar o vereador, cortando seu pronunciamento e o suspendendo do plenário da Casa do Povo de Poção.

 

AÇÕES

 

       A atuação do vereador Junior de Batalha é reconhecida e aprovada por muitos moradores da cidade. O vereador sempre trabalha em defesa do povo e tem um projeto para elevar o Povoado de Gravatá dos Gomes à categoria de Distrito, que falta apenas a votação. Um projeto que faz história no município de Poção.

Vereador de Poção, Junior de Batalha, se diz perseguido

       O vereador também é defensor dos professores e aderiu a luta dos educadores na questão dos precatórios do FUNDEF. Ele apresentou um requerimento, que foi aprovado, solicitando ao chefe do Poder Executivo que encaminhe um Projeto de Lei à Câmara de Vereadores assegurando o rateio dos 60% dos precatórios aos professores de Poção.

Vereador de Poção, Junior de Batalha, se diz perseguido

Publicado por
em

Deixe seu comentário Sua opinião é muito importante!

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Artigos Relacionados