Voltar ao topo

FLÁVIO J JARDIM - NOTÍCIA VERDADE

Zé da Bananeira e Maria-Pão completam 85 anos

Zé da Bananeira e Maria-Pão completam 85 anos
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Zé da Bananeira e Maria-Pão completam 85 anos. Quem conhece o velho boêmio sabe que Maria Pão não sai de sua mente. Parabéns Zé Alves...

Zé da Bananeira e Maria-Pão completam 85 anos

    Se você conhece Zé Alves da Bananeira certamente já ouviu falar em Maria-Pão, uma mulher imaginária que figura nos seus pensamentos e em suas rimas. Há quem diga que Maria-Pão é de carne e osso, mas não existem relatos sobre quem é, ou quem seria... Um apelido? Uma piada? Um amor platônico?

    O certo é que José Alves de Carvalho, o pesqueirense mais boêmio do mundo, completa hoje (10 de junho) lúcidos 85 anos. Ainda toma o “Oísque” e faz versos com sua musa inspiradora: Maria-Pão. Quem nunca presenciou Zé Alves pedir um tira-gosto no garfo, não sabe o que é uma verdadeira boemia.

    Existem, histórias e estórias sobre Zé da Bananeira. Alguém lembra do Jipe verde? Pois é, o veículo era parte da vida de Zé Alves. Os “meninos”, como ele chama os filhos Luciano, Jerson, Valdir, Cau, Roberto, Luiz, Maurílio e Pio, sempre foram fiéis companheiros de Zé Alves na boemia.

    Parece um contrassenso levar os meninos para a boemia, mas Zé Alves sempre adora “bebericar” com seus filhos. Até Aninha, sua única filha no meio de oito marmanjos, participou de algumas boemias. Dona Virgínia sempre achou graça nas estórias de Zé Alves.

    O Sítio Bananeiras, seu reduto de vida, foi e ainda é palco de festas incríveis. Valdir que inventa os motes das festas, todas realizadas na maior comunhão familiar. Certa vez, Laurene Almeida disse que só voltaria ao sítio de helicóptero, devido à íngreme subida da serra.

    Mas, Zé Alves sempre foi o mesmo. De boné, com seu sorriso aberto e brincadeiras sadias, cativa a todos. A idade avançada já não permite tantas boemias, mesmo assim sempre vai ao encontro dos filhos. Seu “escritório”, em Aroldo, continua aberto mas já não vai com tanta frequência.

    Zé da Bananeira é um ídolo dos boêmios, um ícone da “farra” no sentido mais belo da palavra. Seus 85 anos é uma marca, um símbolo da boemia sadia. Parabéns Zé Alves e felicidades a Maria-Pão. Ambos fazem 85 anos, por que parece que Maria-Pão o acompanha desde seu nascimento. Não nego que nunca conheci Maria-Pão, mas ela está presente na boemia de Zé da Bananeira. Basta perguntar, que ele responde com um verso sempre terminado em “ão”...

Zé da Bananeira e Maria-Pão completam 85 anos

Publicado por
em

Deixe seu comentário Sua opinião é muito importante!

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Linked In
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Artigos Relacionados