Segunda, 28 de setembro de 2020 hh:mm:ss

Aulas presenciais podem ficar suspensas até 30 de junho em Pernambuco. Segunda-feira, 1º, retorna o formato não presencial.

Governador Paulo Câmara decide se mantém proibição nesta segunda-feira, 1º de junho. As aulas, que voltam após o recesso escolar do mês de julho antecipado, continuam em formato não presencial por causa da pandemia. Novidade é o Facebook

Publicado em 30 de maio de 2020 às 10:03
Atualizado há 4 meses

       As aulas presenciais podem suspensas em junho nas escolas e faculdades de Pernambuco. Essa é a previsão que circula em todo o estado, mas extraoficialmente.

       O decreto estadual que suspendeu as aulas presenciais tem prazo final amanhã (domingo, 31 de maio), mas caberá ao governador Paulo Câmara decidir se mantem suspensão.

       Mesmo que não oficial, a informação é que haverá prorrogação do decreto até o fim de junho, ou seja, as aulas presenciais ficariam suspensas até 30 de junho.

       A assessoria do Palácio Campo das Princesas não pode antecipar que medidas serão tomadas, mas é certo que os estabelecimentos educacionais continuarão fechados pelo menos até o final de junho.

       Em Pernambuco, as aulas presenciais foram suspensas desde 18 de março. Inicialmente, o governador não estipulou prazo de validade para a suspensão das aulas. Depois, previu a data de 30 de abril. Nesse dia, houve nova prorrogação até 31 de maio.

       Fontes do Palácio dizem que “Na mesma proporção que não houver segurança sanitária, Paulo Câmara não vai autorizar a reabertura das unidades de ensino”.  

       Já o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação também prevê que não haverá retorno de aulas presenciais, em todo o País, até junho.

NÃO PRESENCIAIS

       As aulas não presenciais da rede estadual de Educação serão retomadas nesta segunda-feira, 1º de junho. Haverá mudanças nos horários e nos canais de transmissão. Segundo informações, os alunos poderão também assistir as aulas pelo Facebook a partir da segunda-feira (1º). Os horários foram antecipados e divididos em aulas de 25 minutos, ao invés de 50 minutos corridos.

       Desde o dia 6 de abril, as aulas começaram a ser transmitidas pela TV Pernambuco, para estudantes do ensino médio, e na internet, através da Plataforma Educa – PE, para os alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental.

       A novidade para a retomada é que a Secretaria de Educação incluiu o Facebook do Educa-PE como mais um canal de transmissão.

       A Educação trabalha também com a TV Alepe, da Assembleia Legislativa, com a TV Nova, que inclusive está no horário ao vivo e alternativo, e também num horário alternativo com a TV Universitária.

MUDANÇAS

       As aulas do 9º ano do Ensino Fundamental Anos Finais passam a ser exibidas a partir das 13h e, em seguida, entram no ar as aulas do Ensino Médio. Essas são algumas novidades.

       Ao invés da duração de 50 minutos, as aulas serão divididas em duas partes de 25 minutos. As mudanças foram sugestões dos próprios alunos e a secretaria atendeu.

PORTAL EDUCA-PE

       A secretaria explicou que os alunos devem acessar o portal Educa-PE antes das aulas. Além de permitir o acesso aos links das aulas, a plataforma vai disponibilizar atividades complementares aliadas aos conteúdos propostos pelos professores.

       Outras mudanças serão anunciadas, principalmente em novas ferramentas para os professores.

Voltar ao topo