Terça, 15 de junho de 2021 hh:mm:ss

CLEIDE OLIVEIRA | Vereadores desaprovam contas de 2011 da ex-prefeita de Pesqueira

A ex-prefeita de Pesqueira, Cleide Oliveira, teve as contas do exercício de 2011 aprovadas com ressalvas pelo TCE, mas a Câmara de vereadores desaprovou as contas na noite desta segunda-feira (10 de maio). Em áudio (podcast), a vereadora Izabela Lins, vice-presidente, explica. Ouça a entrevista…

Publicado em 10 de maio de 2021 às 21:32
Atualizado há 1 mês
EX-PREFEITA DE PESQUEIRA CLEIDE OLIVEIRA

       A ex-prefeita Cleide Oliveira teve suas contas do exercício de 2011 rejeitadas pela Câmara de Vereadores, hoje (10 de maio) à noite, em sessão da Casa Anísio Galvão, em Pesqueira, agreste de Pernambuco.

       Segundo as informações, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) aprovou as contas da ex-prefeita desse exercício de 2011 com ressalvas, mas uma comissão formada por vereadores desaprovou as contas.

       Com isso, os documentos voltam ao Tribunal de Contas do Estado e Cleide pode ficar inelegível por 8 anos.

       A ex-chefe do Executivo de Pesqueira teve suas contas referentes ao ano de 2011 aprovadas com ressalvas pelo TCE/PE, mas a Câmara de Vereadores, órgão maior que julga as contas municipais, desaprovou hoje.

       Dos 15 vereadores, dois faltaram (Vavá e Mateus), 10 votaram pela desaprovação das contas e três pela aprovação. A base da situação, do grupo do Cacique Marcos, soma 10 vereadores.

       Pela matemática legislativa, era quase impossível Cleide conseguir uma vitória na noite deste segunda-feira (10). Para as contas serem aprovadas era necessária a maioria absoluta.

       Se tornar inelegível é uma das punições que a ex-prefeita pode sofrer.

VEREADORA IZABELA LINS

       Em Podcast ao Site Flávio J Jardim – Notícia Verdade, a vereadora Izabela Lins, que é vice-presidente da Câmara e leu a pauta do dia, diz o que aconteceu nesta noite na Câmara de Vereadores de Pesqueira. Ouça o áudio…

VEREADORA IZABELA LINS

CLEIDE OLIVEIRA FALOU À REPORTAGEM

       Procurada pela reportagem, a ex-prefeita Cleide Oliveira disse que “primeiramente eu não fui comunicada para fazer defesa”, explicou. “Segundo” – continuou – “as contas estavam aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). E agora vou entrar na Justiça com meu advogado”, destacou a ex-prefeita.

       A ex-prefeita repetiu e lembrou que “não fui comunicada para fazer defesa”. Ela disse que “para se aprovar ou reprovar as contas, a parte deve ser comunicada para a defesa”.

Voltar ao topo