Sábado, 04 de dezembro de 2021 hh:mm:ss

CULTURA AFRO-BRASILEIRA | Câmara de Vereadores de Pesqueira aprova criação do Dia da Consciência Negra municipal

Também foi instituída a Semana da Consciência Negra, que antecede o dia 20 de novembro, onde serão realizados eventos de formação e fruição da Cultura Afro Brasileira, culminando com a Caminhada dos Terreiros.

Publicado em 6 de outubro de 2021 às 12:08
Atualizado há 2 meses

PESQUEIRA (PE) – A Câmara de Vereadores de Pesqueira aprovou ontem (05 de outubro), por unanimidade, Projeto de Lei que institui a Semana da Consciência Negra, no município de Pesqueira, agreste de Pernambuco.

       A sugestão do projeto foi da Fundação de Cultura Zeferino Galvão, acatada de imediato pelo Presidente da Câmara, Pastinha Xukuru, e por todos os vereadores. O texto seguirá agora para o Executivo para ser sancionado e promulgado.

       Os secretários de Turismo (Guilherme Araújo) e de Educação (Thiago Torres), além de representantes da Fundação de Cultura Zeferino Galvão (Socorro Marinho e Gerusa Wanderley) estiveram presentes à sessão.

       De acordo com a proposta, a semana em que cair o dia 20 de novembro será dedicada a ações educativas da população negra, e no combate ao racismo e a outras formas de discriminação.

       A Lei Municipal promove o dia 20 de novembro como o Dia da Consciência Negra Municipal, em sintonia com a Lei Federal. “Também foi instituída a semana que antecede o dia 20, onde serão realizados eventos de formação e fruição da Cultura Afro-Brasileira, culminando com a Caminhada dos Terreiros, no dia 20”, informou Gerusa.

       A Lei foi uma sugestão da Fundação de Cultura Zeferino Galvão, acatada de pronto pelo Presidente da Câmara de Vereadores de Pesqueira, Pastinha Xukuru.  

       O evento contou com representantes de mais de 10 casas de Candomblés e Jurema, além de integrantes do Governo Municipal.       

“O Dia da Consciência Negra é mais um instrumento de luta em Pesqueira contra o preconceito e de valorização da história e da cultura afro-brasileira. É preciso debater essa realidade que uma parte da sociedade prefere nem falar”, destacou Guilherme Araújo, Secretário de Turismo de Pesqueira.

Voltar ao topo