Domingo, 21 de abril de 2024 hh:mm:ss

Dengue: Brasil enfrenta aumento alarmante de casos

Ministério da Saúde divulga dados preocupantes sobre a propagação da doença no país

Publicado em 28 de fevereiro de 2024 às 13:53
Atualizado há 2 meses

BRASÍLIA (DF) – Desde o início de janeiro deste ano, o Brasil tem enfrentado um surto alarmante de dengue, conforme apontam os dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (27). Com 920.427 casos prováveis registrados até o momento, a doença já causou 184 mortes confirmadas, enquanto outros 609 óbitos estão em investigação.

O coeficiente de incidência da dengue no país está em 453,3 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, sinalizando uma propagação preocupante do vírus. Os números revelam uma realidade preocupante, com um crescente número de pessoas afetadas pela doença em diversas regiões do Brasil.

Um dado relevante é a distribuição dos casos por gênero e faixa etária. Dos casos prováveis, 55,3% são de mulheres e 44,7% de homens. Além disso, a faixa etária dos 30 aos 39 anos apresenta o maior número de casos, seguida pelos grupos de 40 a 49 anos e de 50 a 59 anos, indicando uma ampla faixa populacional vulnerável à dengue.

Diante desse cenário, autoridades de saúde alertam para a importância da prevenção e do combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Medidas simples, como eliminação de criadouros e uso de repelentes, são essenciais para reduzir a proliferação do vetor e, consequentemente, os casos de dengue.

É fundamental que a população esteja consciente sobre os riscos da dengue e adote práticas preventivas em suas residências e comunidades. Além disso, é essencial o acompanhamento regular dos sintomas e a busca por atendimento médico adequado ao menor sinal da doença.

Nesse contexto, campanhas de conscientização e ações de controle vetorial são fundamentais para conter a propagação da dengue e garantir a saúde pública no Brasil. O enfrentamento eficaz dessa doença exige o envolvimento de todos os setores da sociedade, em um esforço conjunto para mitigar os impactos dessa grave situação de saúde pública.

Voltar ao topo