Domingo, 21 de abril de 2024 hh:mm:ss

DUPLO HOMICÍDIO choca zona rural de Gravatá: pai e filho são mortos a tiros em assalto

Homens são surpreendidos por desconhecido enquanto trafegavam em estrada vicinal; autor fugiu sem levar nada e polícia investiga o caso.

Publicado em 27 de fevereiro de 2024 às 12:44
Atualizado há 2 meses

GRAVATÁ (PE) – Na tarde deste domingo (25), um terrível incidente abalou a tranquilidade do Sítio Matias, localizado na zona rural de Gravatá, no Agreste de Pernambuco. Pai e filho, identificados como Luís Henrique Pedro da Silva, de 25 anos, e Luís Severino da Silva, de 54 anos, foram vítimas fatais de um brutal ataque a tiros enquanto trafegavam em motocicletas acompanhados por suas companheiras.

Segundo relatos, o momento de lazer transformou-se em tragédia quando um desconhecido, também em uma motocicleta, aproximou-se do grupo. De maneira repentina, sacou uma arma de fogo e anunciou um assalto, sem dar chance para qualquer reação por parte das vítimas. Em um ato de crueldade, o criminoso disparou contra Luís Henrique e Luís Severino, que foram atingidos fatalmente pelos disparos.

O mais chocante é que, após cometer o duplo homicídio, o autor do crime fugiu do local sem levar qualquer pertence das vítimas, deixando para trás o rastro de dor e perplexidade na comunidade. Até o momento, as autoridades policiais não conseguiram identificar o criminoso, que continua foragido.

A Polícia Civil está empenhada nas investigações para esclarecer os detalhes desse trágico episódio e capturar o responsável por ceifar as vidas de Luís Henrique e Luís Severino. Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Palmares para os procedimentos cabíveis.

O clima de consternação e revolta paira sobre a região do Agreste, enquanto a população clama por justiça e segurança diante de mais um caso de violência que abala as estruturas de uma comunidade pacata. O Agreste Violento lamenta profundamente o ocorrido e acompanha de perto o desenrolar das investigações sobre este hediondo crime.

Voltar ao topo