Quinta, 18 de agosto de 2022 hh:mm:ss

DÚVIDA DO CACIQUE | Com pouco tempo, o Cacique Marquinhos terá que tomar uma decisão que mantenha a unidade do grupo

Thiago Torres, Pastinha Xukuru, Guila Araújo, Dona Zenilda, além de Paulo Campos e Bal de Mimoso. Cacique Marquinhos terá que escolher um candidato que tenha competitividade e que seja a essência do povo Xukuru

Publicado em 4 de agosto de 2022 às 17:54
Atualizado há 2 semanas

PESQUEIRA (PE) – O Cacique da tribo Xukuru Marcos Luidson ou está guardando a sete chaves uma decisão que já tomou, ou ainda martela e pondera a escolha do nome que será o candidato a prefeito do grupo nas eleições suplementares de Pesqueira, marcadas para o dia 30 de outubro.

       Hoje (04 de agosto), teve que desmentir uma informação publicada no Blog do Magno Martins, que dizia que a escolha já teria sido tomada.

       A verdade é que o cacique busca ou já achou um candidato que tenha ou possa ter viabilidade eleitoral e a essência do povo Xukuru. O Cacique Marquinhos tem sido insistentemente questionado nas últimas horas sobre o nome do escolhido, mas desconversa.

DONA ZENILDA, VIÚVA DO CACIQUE CHICÃO E MÃE DO CACIQUE MARQUINHOS

       O nome genial que agregaria tudo e seria legitimado de forma unânime por todos do grupo seria da viúva do Cacique Xicão, Dona Zenilda, mãe de Marquinhos. O problema é que ela alega idade e não quer comprometer a saúde. Nome, história, carisma e garra Dona Zenilda tem.

THIAGO TORRES, ATUAL SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO

       Outro nome que carrega um peso gigantesco é o de Thiago Torres, atual Secretário de Educação da Prefeitura de Pesqueira. Além de excelente profissional e mente brilhante, Thiago é índio, inserido nas causas indígenas e tem força extraordinária. Seria uma excelente escolha, pois provou garra ao comandar com pulso uma secretaria enorme e importante.

GUILA ARAÚJO, SECRETÁRIO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL E “SANGUE XUKURU”.

       Guila Araújo, Secretário de Articulação Institucional, é neto de Dona Zenilda, sobrinho de Chicão e primo de Marquinhos, ou seja, carrega nas veias o sangue Xukuru. Advogado, Guila é inteligente e sabe como ninguém mexer nas peças de xadrez do tabuleiro político. O nome de Guila também seria ótimo.  

PASTINHA XUKURU, ATUAL PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES

       O atual presidente da Câmara de Vereadores de Pesqueira, Pastinha Xukuru, também está no páreo. Articulador, centrado na política, Pastinha foi peça importantíssima na campanha de Marquinhos e mostrou um poder incrível, além de pensar como um verdadeiro líder.

BAL DE MIMOSO E PAULO CAMPOS

       O atual prefeito em exercício, Bal de Mimoso, é gente de grupo. Fiel, sensato e de palavra, lutou pela união de todos desde os primeiros passos da candidatura de Marquinhos. Foi eleito vereador e presidente da Câmara, mas com a impossibilidade de Marquinhos assumir, ficou no posto de prefeito. Se o Cacique o escolher, seria um bom nome.

       O candidato a vice na chapa de Marquinhos, Paulo Campos, desde os primeiros momentos acatou a visão do grupo. Com nome forte para concorrer as eleições em 2020, cedeu à união e aceitou ser vice na chapa de Marquinhos. Pode também ter papel importante nesse processo. As regras gerais para as eleições suplementares devem ser divulgadas nos próximos dias.

BAL DE MIMOSO (PREFEITO EM EXERCÍCIO), DE PALETÓ CINZA, E PAULO CAMPO (À DIREITA)

DEFINIÇÃO

       Tempo é um artigo de luxo na atropelada eleição suplementar, que será realizada “parede e meia” com as eleições tradicionais. Caso exista segundo turno nas eleições, Pesqueira será uma das únicas cidades do país a escolher no dia 30 de outubro Presidente, Governador e Prefeito numa mesma votação.

       Outras chapas, como o site Flávio  J Jardim – Notícia Verdade já vem publicando, vão concorrer às eleições suplementares em Pesqueira. Outros grupos também têm dúvidas com relação à arrumação de chapas, mas a escolha do grupo que governa a cidade é a mais desafiadora. Só o Cacique Marcos poderá decifrar essa incógnita.

CACIQUE MARQUINHOS, AO LADO DA IRMÃ JOICE.
Voltar ao topo