Quarta, 27 de janeiro de 2021 hh:mm:ss

Imortais da Academia Pesqueirense de Letras e Artes (APLA) se integram, com sucesso, às novas tecnologias

Solenidade virtual através do Google Meet prova que imortais da APLA se adequam perfeitamente à inovação. Posse da nova diretoria da APLA foi virtual

Publicado em 12 de janeiro de 2021 às 13:52
Atualizado há 2 semanas

       Os imortais da Academia Pesqueirense de Letras e Artes (APLA) provaram e aprovaram da alta tecnologia do Google Meet e realizaram, ontem (11 de janeiro) à noite, a solenidade de posse da nova diretoria de forma virtual.

        Devido a pandemia, a APLA inclui em seus trabalhos o formato remoto em suas reuniões. Tanto que a posse de novos acadêmicos foi também de forma digital, mas a prova maior da verdadeira inclusão dos acadêmicos no mundo digital, foi ontem. O resultado foi um sucesso absoluto.

        Até alguns intelectuais que nunca tiveram acesso ao Google Meet (um serviço de comunicação por vídeo desenvolvido pelo Google, que é um dos dois serviços que substituem a versão anterior do Google Hangouts, além do Google Chat), participaram da solenidade com destreza, provando que além de ter as mentes abertas para o novo, podem muito bem se adequarem às novas formas de comunicação.

        Na história da APLA é a primeira vez que a Academia empossa uma nova diretoria sem público e em um ambiente virtual. Claro, tudo isso foi em decorrência da pandemia do coronavírus e do Novo Normal, que preconiza o distanciamento social, “mas também foi uma oportunidade para os acadêmicos desbravar o mundo digital”, disse Geraldo Santana, agora ex-presidente da APLA e novo vice-presidente.

        A nova diretoria 2021/2022 é capitaneada pela confreira Maria da Conceição Alves de Lima. A solenidade começou após às 20, com a trilha musical “Ororubá”, de autoria do confrade Cláudio Almeida. A música foi orquestrada pelo Maestro Duda e reproduzida na cerimônia.

        Logo após, sob os trabalhos cerimoniais de Andréa Galvão (excelentes, por sinal), a confreira Macira Freitas fez um introdutório muito bem elaborado. “O momento é atípico e as instituições precisam abrir suas portas e janelas para o novo”, disse Macira.

        Em seguida, o presidente Geraldo Santana passou oficialmente “o bastão e o martelo” para a nova diretoria Maria da Conceição. Gera Santana passou seis anos à frente da APLA e, com uma gestão proativa, revolucionou a entidade. Gera disse ainda que foi o maior orgulho de sua vida dirigir a “Casa do Saber”, a APLA.

        A nova presidente fez seu discurso de posse e anunciou toda a diretoria, além citar os membros das comissões. “Uma honra comandar a APLA”, disse, num dos trechos do discurso. Membros da nova diretoria também se pronunciaram

        Finalizando, foi executado o Hino da APLA e a presidente conclamou a todos para as reuniões, que devem ser de forma virtual, pelo menos enquanto se manter esse quadro pandêmico em todo o mundo.

        Mais uma vez a APLA mostra capacidade para o novo e, numa sessão que já fica na história de Pesqueira, realiza uma posse virtual da presidência, utilizando uma das melhores ferramentas de conferências da atualidade, o Google Meet.  

Voltar ao topo