Domingo, 21 de abril de 2024 hh:mm:ss

MORTES | Aumento Alarmante de Homicídios em Pernambuco: 8 Mortes em um Dia, 19 no Mês e Mais de Mil no Ano

O estado enfrenta uma escalada preocupante de violência, com ocorrências macabras de duplos homicídios e casos de crianças vitimadas

Publicado em 3 de abril de 2024 às 14:14
Atualizado há 3 semanas

PERNAMBUCO – Em um cenário alarmante de violência crescente, Pernambuco enfrenta uma onda de homicídios que tem chocado a população e exigido medidas urgentes das autoridades. Na última terça-feira (02), foram registradas oito mortes violentas no estado, incluindo dois casos brutais de duplos homicídios. Este mês de abril já contabiliza 19 assassinatos, contribuindo para um total assustador de 1.013 vidas perdidas desde o início do ano.

Um dos episódios mais chocantes ocorreu em Serra Talhada, no Sertão pernambucano, onde dois homens foram brutalmente assassinados a tiros na Fazenda Alto Branco, situada na zona rural do município. As vítimas, identificadas como Jadilson Paulo de Souza, 53 anos, e Mariano Francisco da Silva, 59 anos, tiveram seus corpos encaminhados para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Petrolina. Esse lamentável incidente reflete a gravidade da situação de insegurança que assola a região.

Outro caso de duplo homicídio ocorreu em Goiana, na Zona da Mata Norte, onde dois homens, ambos na faixa etária de 26 e 27 anos, foram vítimas de uma violência sem sentido. A população local clama por justiça e por medidas que possam trazer segurança e paz às comunidades afetadas por esses atos de barbárie.

Em Caruaru, um jovem de apenas 18 anos foi alvo de uma tentativa de homicídio no bairro José Carlos de Oliveira. Fernando dos Santos Farias Filho foi brutalmente atingido por um disparo no pescoço e encontra-se lutando pela vida no Hospital Regional do Agreste (HRA). A Divisão de Homicídios está empenhada em investigar esse episódio e levar os responsáveis à justiça, mas a sensação de impunidade persiste entre os cidadãos.

A tragédia se agrava ainda mais com a morte de uma criança de apenas 3 anos e 6 meses, em Caruaru. João Miguel de Albuquerque faleceu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Rendeiras, no último sábado (30), apresentando vários hematomas por todo o corpo. A investigação sobre as circunstâncias dessa morte está em curso, com o avô da criança, Alex Albuquerque, apontando o atual companheiro da ex-mulher como possível autor do crime. O caso está sendo tratado como “morte a esclarecer”, mas a dor e a revolta da família ecoam por toda a comunidade.

Diante desses eventos trágicos, é essencial que as autoridades competentes intensifiquem os esforços para conter essa onda de violência e garantir a segurança e a tranquilidade da população pernambucana. É hora de unir forças em prol da justiça, da paz e do respeito à vida, antes que mais tragédias irreparáveis ocorram em nosso estado.

—————

Voltar ao topo