Sexta, 25 de setembro de 2020 hh:mm:ss

Nem Marquinhos, nem Mazé ou o PSOL. PT fica neutro nas eleições majoritárias de Pesqueira.

Diretório municipal resolve ficar neutro e não vai apoiar nenhuma das três pré-candidaturas. Pretende priorizar chapas dos vereadores e vereadoras para eleição municipal de Pesqueira em 2020

Publicado em 27 de julho de 2020 às 20:47
Atualizado há 2 meses

       O Partido dos Trabalhadores (PT) não irá apoiar nenhum dos três pré-candidatos que irão disputar as eleições municipais em Pesqueira, no próximo dia 15 de novembro. Ou seja, nem Marquinhos (PRB), nem Mazé (DEM) ou Antônio Mota (PSOL) terão apoio da legenda.

       A decisão unânime foi tomada em Encontro Municipal, de forma virtual, como orientado pela Direção Nacional do PT e em atenção às recomendações da OMS.

       A sigla defendeu a neutralidade no pleito. Devem disputam a prefeitura de Pesqueira, no dia 15 de novembro, a atual prefeita Maria José, Maquinhos Xukuru e Antônio Mota.

       Depois de publicação de reportagem no Site Flávio J jardim – Notícia Verdade, sobre as eleições, o PT emitiu Nota Oficial, onde diz que “a posição do PT até o momento é de não estar em nenhuma coligação majoritária e não apoiar nenhuma das pré-candidaturas a prefeito de Pesqueira”.

       Ainda de acordo com a nota, “o PT decidiu lançar e priorizar sua chapa de vereadores e vereadoras para eleição municipal de Pesqueira em 2020” e que o partido “decidiu que as decisões tomadas acima poderão ser reavaliadas até a Convenção Municipal, prevista para setembro”.

       O presidente do PT de Pesqueira, Anderson Barbosa, disse que o diretório, por unanimidade, votou pela neutralidade.

       Disse ainda , em nota enviada ao site: “Prezado Flavio J Jardim, em atenção a você e ao público que acompanha seu site, gostaria de, em nome do PT de Pesqueira, esclarecer algumas questões”.

VEJA A NOTA OFICIAL DO PT DE PSEQUEIRA

No último dia 4 de julho o PT de Pesqueira realizou seu Encontro Municipal, de forma virtual, como orientado pela Direção Nacional do PT e em atenção às recomendações da OMS.

No PT, os Encontros precedem as convenções que só podem deliberar sobre aquilo que foi expressamente autorizado pelo Encontro.

Sendo assim, aproveito a oportunidade para tornar público o que foi decidido por unanimidade no Encontro do PT de Pesqueira, após um longo debate sobre a conjuntura política de Pesqueira e as eleições que se aproximam:

1) O PT decidiu não lançar candidatura própria à prefeitura de Pesqueira;

2) Após um debate profundo de avaliação sobre as pré-candidaturas então colocadas, o PT decidiu não fazer coligação, nem apoiar nenhuma das pré-candidaturas até então colocadas à prefeitura de Pesqueira;

3) O PT decidiu lançar e priorizar sua chapa de vereadores e vereadoras para eleição municipal de Pesqueira em 2020;

4) O PT decidiu que as decisões tomadas acima poderão ser reavaliadas até a Convenção Municipal prevista para setembro.

Diante das deliberações mencionadas acima que foram decididas por unanimidade, acrescento o seguinte:

1) Fui procurado pelo pré-candidato do PSOL, Antônio Mota, conforme foi noticiado em seu site na semana passada;

2) O PT e o PSOL tem tido uma grande aproximação nacionalmente e também em Pernambuco e naturalmente consideramos, independentemente de qualquer eleição, o PSOL um aliado na luta contra o governo Bolsonaro, pelo impeachment, pela liberdade de Lula e a restituição de seus direitos políticos com a anulação do julgamento político e injusto do qual ele foi vítima de Sergio Moro e da Lava Jato e pela volta da democracia em nosso país;

3) Foi apresentado nessas conversas, tanto pelo presidente estadual do PSOL como pelo pré-candidato Antônio Mota, o interesse deles em formar uma coligação com o PT em Pesqueira;

4) Agradeci a ambos, em nome do PT, o convite e apresentei a eles as deliberações do Encontro Municipal do PT que mencionei no início;

5) Como é natural da política, ainda mais nesse período, essas conversas acontecem, assim como já ocorreram outras conversas entre o PT e o pré-candidato Cacique Marcos;

6) Mas como já foi colocado a posição do PT até o momento é de não estar em nenhuma coligação majoritária e não apoiar nenhuma das pré-candidaturas a prefeito;

7) Qualquer reavaliação sobre a posição do PT na eleição de Pesqueira só será decidida em setembro, nos fóruns apropriados do partido.

8) Após nossa convenção municipal informaremos à imprensa e a toda a população de Pesqueira a posição definitiva do PT em relação às eleições desse ano.

Anderson Barbosa

Presidente Municipal do PT de Pesqueira

Voltar ao topo