Sociedade

SÃO PAULO ABRE MAIS E MAIS COVAS, DEVIDO AO COVID-19

A manchete e as fotos do Jornal The Washington Post, além das reportagens da AFP, a maior agência de notícias do mundo, causam ojeriza.

Por Flávio José Jardim atualizado há 4 anos
Publicado em 2 de abril de 2020, 15h04

SÃO PAULO ABRE MAIS E MAIS COVAS, DEVIDO AO COVID-19

       Segundo a AFP, desde o início da pandemia de coronavírus o número de enterros no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, aumentou 30%

       Com o aumento da demanda, a prefeitura contratou uma empresa para reforçar com 220 funcionários temporários os 22 cemitérios da rede municipal, que foram obrigados a cortar 60% do seu quadro de 257 coveiros por pertencer a grupos de risco.

       “Na tarde do último 31 de março, os caixões chegavam com tanta rapidez que os sepultadores tiveram que pedir alguns minutos para terminar com um dos enterros que já ocorria, antes de começar o seguinte”, diz uma reportagem. Foram quatro enterros em meia hora.

Você precisa estar logado para comentar. Por favor, faça login ou crie a sua conta.

Ainda não há comentários para esta notícia. Seja o primeiro a comentar!

Veja também