Domingo, 21 de abril de 2024 hh:mm:ss

PESCADOR | Homem morre afogado no Rio Ipanema, em Águas Belas

Na manhã desta quinta-feira, 28 de setembro, a comunidade de Águas Belas, no Agreste, acordou com a triste notícia da morte de Senival Ferreira da Silva, um homem de 55 anos que foi encontrado sem vida nas águas do Rio Ipanema, próximo ao Sítio Macambira, na zona rural da cidade.

Publicado em 29 de setembro de 2023 às 11:43
Atualizado há 7 meses

ÁGUAS BELAS (PE) – Senival, conhecido na região como um pescador experiente, havia saído de sua casa na tarde de quarta-feira, 27 de setembro, com a intenção de desfrutar de uma tarde tranquila à beira do Rio Ipanema, um local frequentemente visitado por pescadores e amantes da natureza.

        No entanto, quando o homem não retornou para casa na manhã seguinte, sua companheira começou a ficar preocupada e decidiu iniciar uma busca. Foi então que, com um sentimento de angústia e apreensão, ela o encontrou flutuando nas águas do rio.

        As autoridades locais foram imediatamente notificadas, e uma equipe da Polícia Civil chegou ao local para iniciar as investigações. Apesar da tragédia, não foram identificados indícios de violência no corpo de Senival, o que descarta a suspeita de crime. Para esclarecer as circunstâncias da morte, o corpo passou por uma perícia detalhada realizada pelo Instituto de Criminalística da região.

        Após a conclusão da perícia, o corpo de Senival Ferreira da Silva foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, onde serão realizados os procedimentos necessários para a emissão do laudo médico oficial que determinará a causa da morte.

        Esta trágica ocorrência serve como um lembrete da importância de tomar precauções ao praticar atividades aquáticas, especialmente em locais como rios, onde as condições podem mudar rapidamente. As autoridades e a comunidade local estão unidas em solidariedade à família de Senival neste momento difícil.

Saiba Mais no Portal www.flaviojjardim.com.br (Link nos stories).

Voltar ao topo