Quarta, 28 de outubro de 2020 hh:mm:ss

PESQUEIRA: Campanha de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus

Lavar as mãos: A lavagem frequente das mãos é a principal recomendação para se prevenir

Publicado em 17 de maio de 2020 às 08:42
Atualizado há 5 meses

• Higienizar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos a cada vez

• Esfregar os espaços entre os dedos, o dorso da mão e cavidades (dobras dos dedos e unhas), onde as bactérias podem se alojar, sem esquecer do polegar

• Usar sabonete (apenas água é insuficiente para a higienização). Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool 70%

• Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção)

Evitar contato próximo com pessoas doentes

Ficar em casa quando estiver doente

Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo

Evitar tocar olhos, boca e nariz 

Álcool gel e máscaras

• O uso de álcool gel 70% é uma medida eficaz para higienização das mãos, segundo o Ministério da Saúde. No entanto, deve ser considerada uma segunda opção, somente para ocasiões em que não é possível lavar as mãos com água e sabão.

        Segundo o Ministério da Saúde, pesquisas têm apontado que a utilização de máscaras impede a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca no ambiente, garantindo uma barreira física que vem auxiliando na mudança de comportamento da população e diminuição de casos. 

        Ao utilizar máscaras é necessário seguir as seguintes boas práticas de uso, remoção e descarte destes materiais:
• manter a máscara ajustada no rosto durante todo o tempo de uso, sem frestas entre a máscara e o rosto;
• higienizar as mãos – imediatamente e de forma adequada – antes de colocar a máscara, após remover a máscara, e durante seu o uso, sempre que a máscara for tocada com as mãos.

Voltar ao topo