Terça, 01 de dezembro de 2020 hh:mm:ss

PESQUEIRA: Menor de 15 anos, que foi atingido na cabeça por tiro acidental de espingarda de pressão, tem quadro irreversível

J.V., de 15 anos, deu entrada na emergência da UPA 24h no último domingo (18 de outubro), vítima de um disparo de espingarda de pressão. Ontem, foi confirmado que o quadro seria irreversível

Publicado em 21 de outubro de 2020 às 05:04
Atualizado há 1 mês

       O estado de saúde do adolescente J.V., de apenas 15 anos, piorou ao longo dos últimos dias e é considerado irreversível. Dois médicos, inclusive, já teriam atestado o quadro irreversível, mas falta um terceiro laudo, segundo as informações.

       O termo “irreversível” só pode ser considerado 12 horas após o primeiro laudo. Um laudo foi dado nesta terça-feira pela manhã e outro ontem à noite. A família também já foi comunicada.

       As informações foram dadas ontem (20 de outubro) à noite. Ele deu entrada no último domingo na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h de Pesqueira, em estado gravíssimo e foi transferido para o Hospital Regional do Agreste (HRA).

       O menor sofreu um tiro de espingarda de pressão na cabeça, quando foi caçar com amigos na área rural de Pesqueira, no último domingo. Segundo parentes, um disparo atingiu o menor na cabeça e ele foi socorrido em estado crítico.

       A vítima tem familiares na zona rural e o menor estava morando atualmente na Rua Santa Terezinha, no bairro do Centenário, em Pesqueira. As polícias já estão investigando o caso, mas comenta-se que o tiro foi acidental. A qualquer momento mais informações.

Voltar ao topo