Domingo, 27 de setembro de 2020 hh:mm:ss

Severino Leite, Biu da Serafina, uma mente brilhante. Pesqueira em luto.

Sepultamento de Biu foi às 16h, no Cemitério de Pesqueira. Mensagens da prefeita, do bispo, do pároco da Catedral de Santa Águeda e de amigos

Publicado em 12 de julho de 2020 às 18:37
Atualizado há 3 meses

       A repercussão da morte do historiador e bibliotecário Severino Leite, Biu, comoveu toda a sociedade de Pesqueira, cidade histórica do agreste de Pernambuco.

       Biu, como carinhosamente era chamado, tornou-se um gigante na arte de preservar a história do município e da Diocese de Pesqueira. Um acervo ambulante, onde repórteres, blogueiros e escritores se nutriam de informações precisas.

       De aparência frágil, um fiel católico forte e fervoroso que desde cedo se dedicou à Igreja. Pautou a vida também à Educação, tanto que cuidou com amor e como um sacerdócio os volumes das bibliotecas que organizou.

       Nos últimos tempos, devido à idade, estava recluso em casa devido à pandemia. A última aparição pública foi no aniversário online de Chiara, os 50 anos da filha de Airton Monteiro e Sônia, na última quinta-feira (09 de julho). Biu parabenizou a aniversariante numa videoconferência.

REPERCUSSÃO

       A prefeita de Pesqueira, Maria José, enviou condolências à família e sempre reconheceu o gigantesco valor histórico de Biu para Pesqueira.

       O Bispo da Diocese de Pesqueira, Dom José Luiz Salles (CSsR) disse que “Com uma lucidez invejável, Biu sabia contextualizar todos os fatos da história de nossa Diocese e da cidade”. (Veja Nota Oficial abaixo).

       Já os amigos e parentes ainda se ressentem com a triste partida de Severino Leite. Pedro Benigno, amigo, escreveu: “Lembro dele, desde quando eu era coroinha , com ele tocando a Sarafina do convento no mês de Maio. Presença sempre garantida em todas as novenas celebradas por Frei Luciano”.

       Já o Padre Expedito, jesuíta pesqueirense, destacou: “Sim, Severino, nosso Biu é com Deus. Cumpriu sua missão aqui em baixo e agora foi chamado para o andar de cima. Lá foi recebido por Santa Águeda, o amor de sua vida. Viveu para Deus e para a Igreja. Memória viva de pessoas e fatos de nossa Pesqueira. A comunidade da Catedral ficou mais pobre sem sua presença. Mas ficará sua lembrança animada e cheia de fé. Descanse em paz”, narrou Padre Expedito.

       Já Airton Monteiro declarou: “Biu, uma das pessoas mais interessantes de Pesqueira. Tinha de memória a história da cidade, das principais famílias e sobretudo da Igreja. Morre uma parte da memória de Pesqueira. E sobretudo para nós, morre um grande amigo”, escreveu.

       Airton Monteiro, numa forma de homenagear Biu, enviou uma pintura (imagem abaixo), que foi feita em Honra a todos os Avós que faleceram de Covid 19 e que não puderam dizer ADEUS aos Netos… Nome do pintor: JUAN LUCENA espanhol da cidade de CÁDIS Andaluzia na ESPANHA da obra! “QUE HAREMOS SIN ELLOS”(O que faremos sem eles), traduz a pintura.

       Airton completou dizendo que a arte “QUE HAREMOS SIN ELLOS”, (O que faremos sem eles), traduz a pintura e lembra Biu. “Recebi agora de Madrid, de meus amigos de lá. Também abuelos”, citou.

       Já Sônia Monteiro escreveu “Hoje é um dia de muita tristeza. Perdemos Severino Carvalho, nosso grande amigo e querido Biu. Foi uma pessoa presente em nossa vida. Acompanhou o crescimento de nossos netos e vibrava conosco, a cada conquista e alegria de nossa família. Fazia a maior festa quando chegávamos em Pesqueira e tinha o hábito de entregar-nos aos cuidados de Sant’Águeda e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Santas de sua devoção.

       Vá em paz, Biu. As Santas já prepararam o seu encontro com o Criador! Para Mana, nosso carinho e que Deus lhe dê forças, nessa hora de muita tristeza”, escreveu Sonia Monteiro.

       Biu conheceu Lilo (neto de Sônia e Airton) nos primeiros meses de vida. Hoje, adulto, Lilo escreveu: “Você vai deixar muitas saudades com meus avós. Eu lhe conheci já nos primeiros meses de vida na nossa casa de Pesqueira. Sempre gostei muito de você. Sempre alegre e bem humorado era o sabor das festas de Pesqueira. Fique em paz meu amigo. Você merece”, destacou Lilo.

PADRE FÁBIO

       O Pároco da Catedral de Santa Águeda, Pe. Fábio Pereira dos Santos enviou uma mensagem emocionante:

       “As almas dos justos estão na mão de Deus e nenhum tormento os atingirá” (Sb 3,1).

       “Recebemos, consternados, a notícia do falecimento de Severino Leite de Carvalho, conhecido entre nós como Biu da Serafina ou Biu da Catedral, ocorrido na manhã deste domingo, dia 12 de julho de 2020. Nós que formamos a Paróquia Santa Águeda (Catedral de Pesqueira) manifestamos, pois, a seus familiares e amigos, nossas condolências e a certeza de nossas orações em favor deste irmão paroquiano e memória viva da História da Cidade, Paróquia, Catedral e Diocese que, agora, é chamado à Casa do Pai”.

       “Nosso caro Biu deixa para a Igreja de Deus, em Pesqueira, um testemunho de devoção e amor a Santa Águeda, Excelsa Padroeira desta cidade, bem como um grande zelo e fidelidade para com a nossa história. Sua vida, sua trajetória e suas intervenções históricas serão sempre recordadas, por nós, com profundo sentimento de gratidão. Que Deus acolha Severino Leite de Carvalho, Biu, na glória dos justos a fim de que seja premiado por suas boas obras. Pela misericórdia divina, seja-lhe permitido ouvir com júbilo as palavras do justo juiz: “Servo bom e fiel, vem participar da alegria de teu Senhor!” ( Mt 25,21), escreveu o pároco.

MENSAGEM NA ÍNTEGRA DO BISPO DA DIOCESE DE PESQUEIRA

“A VIDA É UMA TRAVESSIA!

NA VIDA E NA MORTE SOMOS DE DEUS”.

O Sr. Severino Leite mais conhecido entre nós como Biu, nos deu um susto neste dia 12 de Julho. Encantou-se com Deus e foi… mas Biu, na vida, não é permitido dizer adeus antes da hora! Sinceramente, não estávamos preparados para o seu adeus!

Mas a vida é assim. Será sempre difícil acostumar com a partida de alguém que é importante para nós. Parece que morre também uma parte de nós. Poderia dizer que hoje morre um pouco da história religiosa de Pesqueira.

Com uma lucidez invejável, sabia contextualizar todos os fatos da história de nossa Diocese e da cidade. Sempre prestativo, quando procurado ia abrindo o livro do coração, de sua querida diocese e de sua amada Pesqueira. Um pouco dele certamente permanece conosco, e um pouco de cada um de nós vai com ele.

Aqui choramos lágrimas de saudades, mas no céu é festa, pois Santa Águeda introduzirá mais um de seus devotos no coração do Pai Eterno.

Agradecemos a Deus sua dedicação, amor e carinho que sempre teve para com esta Diocese em especial com a Catedral. Que Deus o acolha em seu coração amoroso.

Sentiremos saudades Biu, mas o nosso destino é o Coração de Deus: “D’Ele viemos e para Ele retornamos”. Que Maria a quem ele tanto amava, o acolha no céu.

Na vida e na morte, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

D. José Luiz Sallles, CSsR

Bispo de Pesqueira – PE

POESIA PARA BIU DA SERAFINA

       O poeta Carlos enviou uma linda declamação sobre Severino Leite, Biu da Serafina, que você pode ouvir aqui abaixo.

EXÉQUIAS

       Intelectual, Severino Leite de Carvalho, sempre utilizava a norma culta e o português rebuscado. Por isso, se referia a funerais como “exéquias”.  O féretro permaneceu na Funerária Boa Fé e a inumação foi logo após às 16h, no Cemitério de Pesqueira. Vá em paz, Biu da Serafina.

Voltar ao topo