Sábado, 13 de abril de 2024 hh:mm:ss

Terror no Bairro Magano: Ex-Presidiário é a Mais Recente Vítima

José Hélio da Silva, de 40 anos, envolvido em diversos crimes na região, foi morto brutalmente com uma faca peixeira em Garanhuns. Autoridades intensificam investigações para capturar o assassino.

Publicado em 27 de fevereiro de 2024 às 12:42
Atualizado há 2 meses

GARANHUNS (PE) – No tranquilo bairro Magano, em Garanhuns, mais um ato de violência chocou a comunidade. No final da tarde deste domingo, 25 de fevereiro, José Hélio da Silva, ex-presidiário com um extenso histórico criminal, foi vítima de um assassinato brutal na Rua dos Ferroviários. O crime, cometido com uma faca peixeira, despertou o temor dos moradores locais.

Inicialmente reportado à Polícia Militar como um caso de lesão por faca em via pública, a gravidade da situação ficou evidente assim que as autoridades chegaram ao local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi imediatamente acionado, porém, ao chegar à cena do crime, constatou-se que José Hélio já estava sem vida. Testemunhas relataram que o homem chegou correndo à rua e caiu, mas não puderam fornecer informações sobre o ocorrido anteriormente.

José Hélio da Silva era uma figura conhecida pela polícia local devido à sua extensa ficha criminal. Em março de 2021, ele foi preso em flagrante pela Guarda Municipal após o assassinato de um flanelinha no centro da cidade. No entanto, surpreendentemente, foi liberado pela justiça poucos dias depois, levantando questionamentos sobre a eficácia do sistema de justiça criminal.

Recentemente, em janeiro deste ano, a esposa de Hélio, Tina Charla, foi presa pela polícia civil por sua participação em atividades criminosas na cidade. A operação resultou na prisão de mais duas pessoas, mas não foi suficiente para deter a escalada de violência na região.

A 22ª Delegacia de Homicídios da cidade de Garanhuns está agora empenhada em identificar e prender o assassino de José Hélio da Silva. Enquanto a comunidade local se abala com mais um ato de violência, as autoridades intensificam seus esforços para trazer justiça à família da vítima e garantir a segurança da população.

Voltar ao topo