Sociedade

Acusado de feminicídio e de tentativa de homicídio contra uma criança é preso em Pesqueira

Após excelente investigação da Polícia Civil, Wagner René, conhecido como “Cão”, que matou a mulher a tiros em Pesqueira há seis meses, foi preso. Tiros também acertaram a filha de 6 anos da vítima, que ficou gravemente ferida

Por Flávio José Jardim atualizado há 3 anos
Publicado em 21 de outubro de 2020, 06h35

Acusado de feminicídio e de tentativa de homicídio contra uma criança é preso em Pesqueira

       Seis meses após ser apontado como acusado de matar a mulher com quem mantinha um relacionamento, Wagner Renê Souza de Oliveira, vulgo “Cão”, foi preso em Pesqueira.

       Na noite de 15 de abril deste ano, Wagner teve um desentendimento com Amanda Santana Lima, 25 anos, com quem mantinha um relacionamento amoroso. No dia do crime, o acusado, segundo a polícia, foi até o carro e retornou com uma arma de fogo em punho desferindo vários disparos contra Amanda, que morreu no local.

       No momento dos disparos, Amanda estava com sua filha de seis anos nos braços, que foi atingida por dois tiros. A criança foi socorrida e escapou da morte.

       A inteligência da Polícia Civil de Pesqueira, após a expedição do mandado de prisão preventiva, fez várias diligências no intuito de prender Wagner, que estava foragido. Após intensa investigação, Wagner René, conhecido como “CÃO” se entregou aos policiais.

       O acusado foi recolhido ao Presídio Desembargador Augusto Duque (PDAD), em Pesqueira, onde ficará à disposição da Justiça local. Toda a comunidade de Pesqueira elogiou o trabalho dos policiais civis, já que o crime alcançou grande repercussão e chocou a cidade.

       Segundo as informações, Wagner responde por feminicídio e tentativa de homicídio contra uma criança. Nas redes sociais, familiares da vítima lançaram uma campanha (foto abaixo) para que o acusado seja levado à júri popular.

Você precisa estar logado para comentar. Por favor, faça login ou crie a sua conta.

Ainda não há comentários para esta notícia. Seja o primeiro a comentar!

Veja também