Sociedade

FAKE NEWS | Prefeito de Pesqueira Bal de Mimoso e Cacique Marcos revoltados com a desumanidade das notícias falsas

Emitir e disseminar Fake News são crimes previstos na Lei. Pior, num momento caótico de pandemia em que vivemos. As pessoas precisam ter bom senso e respeitar as instituições. VEJA VÍDEO...

Por Flávio José Jardim atualizado há 3 anos
Publicado em 21 de maio de 2021, 15h23

FAKE NEWS | Prefeito de Pesqueira Bal de Mimoso e Cacique Marcos revoltados com a desumanidade das notícias falsas
https://youtu.be/9PNC2CxitvA

       Em vídeo, o prefeito de Pesqueira Bal de Mimoso e o secretário de Governo Marcos Luidson (Cacique Marcos) falam sobre a atrocidade de emitir Fake News que só levam desinformação e terror à população.  

       “Vivemos tempos difíceis, ora pela propagação do Novo Coronavírus, ora pela disseminação de Fake News, que desinforma o nosso povo e gera caos.

       Seguimos afirmando o comprometimento com uma gestão participativa e transparente que leva em consideração, em primeiro lugar, a Vida”.

       “Perante a circulação de inverdades dentro dos limites municipais acerca de seis (06) mortes no Hospital Lídio Paraíba (HLP) e na UPA (Unidade de Pronto Atendimento 24h), em Pesqueira, afirmando que foram consequentes de uma falta de abastecimento de energia elétrica”.

       “É mister salientarmos algumas questões, a saber: a falta de abastecimento deu-se num espaço destinado aos motoristas nas imediações e que fora sanada, e que os locais supracitados contam com sistema de geradores próprios”.

       “Houve dois (02) óbitos, por complicações ocasionadas pelo COVID-19 (Sars-Cov-2), como explicitado em vídeo”.        “Seguimos firmemente no enfrentamento ao vírus e reforçamos a importância da conscientização da sociedade civil organizada quanto aos cuidados e a observância das medidas sanitárias orientadas pelos órgãos competentes”, pronunciaram tanto o prefeito Bal de Mim isso quanto o secretário de Governo, Cacique Marcos.

Você precisa estar logado para comentar. Por favor, faça login ou crie a sua conta.

Ainda não há comentários para esta notícia. Seja o primeiro a comentar!

Veja também