Sociedade

CORONAVÍRUS | “Situação é grave”, diz secretário de Saúde de Alagoinha (PE)

Alagoinha suspendeu eventos de qualquer natureza, atividades em templos religiosos e feiras livres. O acesso de pessoas está limitado agências bancárias, lotéricas, farmácias, mercados, restaurantes. Lanchonetes, bares e pontos comerciais similares poderão funcionar apenas no sistema de entrega à domicílio

Por Flávio José Jardim atualizado há 3 anos
Publicado em 17 de maio de 2021, 18h31

CORONAVÍRUS | “Situação é grave”, diz secretário de Saúde de Alagoinha (PE)

       “Estamos fazendo tudo que está ao nosso alcance, muitas vezes indo além. Já fizemos a abertura de novos leitos, a compra de novos cilindros de oxigênio e aquisição de diversos tipos de medicações, mas a situação é grave”.

       Foi com essa afirmação preocupante que Bruno Barros, Secretário de Saúde de Alagoinha, município do agreste de Pernambuco a 239 quilô9metros do Recife, classificou a situação da pandemia na cidade.

       Segundo ele, “a situação é grave”. E “Os profissionais de Saúde estão cansados. Não existe mais leitos de UTI com vagas na nossa região. Precisamos muito da colaboração da população e cada um precisa fazer a sua parte nesse momento difícil que estamos atravessando”.

MAIS LEITOS

       O secretário disse que o Hospital Municipal de Alagoinha aumentou sua capacidade de leitos para pacientes com Covid-19.

       "Fizemos um grande esforço e conseguimos aumentar de 07 para 12 o número de leitos de retaguarda para pacientes com a Covid-19, com esse aumento chegamos ao nosso limite. Precisamos muito da ajuda de toda população para vencermos esse momento difícil que estamos passando”, disse.

       “Pedimos mais uma vez que as pessoas fiquem em casa, só saíam quando for extremamente necessário, quando precisar sair use a máscara, mantenha o distanciamento correto e procure sempre está higienizando as mãos”, frisou Bruno Barros, Secretário de Saúde de Alagoinha.

PREFEITO UILAS LEAL FALA

       Em pronunciamento, o prefeito de Alagoinha, Uilas Leal, disse que “Mais do que falar, temos que agir. A nossa equipe se reuniu nos últimos dias e, com muito bom senso e responsabilidade, decidimos tomar novas medidas temporárias para combater a pandemia no município, que hoje se encontra em situação de emergência”.

       “Por isso, estamos suspendendo eventos de qualquer natureza, atividades em templos religiosos, bem como feiras livres; está limitado o acesso de pessoas em locais como: agências bancárias, lotéricas, farmácias, mercados, entre outros; restaurantes, lanchonetes, bares e pontos comerciais similares poderão funcionar apenas pelo modo delivery/entrega à domicílio”.

       Uilas disse ainda que “Essas são algumas das medidas do novo decreto”. Veja abaixo o decreto.

Veja decreto:

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA LER O DECRETO COMPLETO EM PDL LEVE

 “Vamos continuar trabalhando dia e noite para proteger vidas”, finalizou o prefeito.

Você precisa estar logado para comentar. Por favor, faça login ou crie a sua conta.

Ainda não há comentários para esta notícia. Seja o primeiro a comentar!

Veja também